Quando fazemos um safari africano, fazemos questão de conversar com outros visitantes e, nos últimos dezesseis anos, compilamos a seguinte lista dos dez principais motivos pelos quais as pessoas deixam o conforto de suas casas para viajar para a África Austral ou Oriental em um safári guiado ou autoguiado.

Se você já fez um safári ou está pensando em ir, veja se o seu motivo se relaciona com algum dos dez listados abaixo.

Eles estão listados em ordem de importância:

1. Relaxamento – As pessoas precisam fugir do estresse do trabalho e apenas relaxar. Algumas pessoas relaxam na piscina, leem um livro sobre os gramados do acampamento, enquanto outros querem a solidão – a paz e a tranquilidade que você obtém nos acampamentos da savana Kruger ou nos acampamentos selvagens de Kgalagadi. Não importa como você relaxe, recarregar as baterias quebrando a rotina em um parque nacional africano é um bom remédio!

2. Fotografia – Os ‘big-five’, ‘super-sete’ e ‘elusive-onze’ são todos animais emocionantes para fotografar e suas fotos fornecerão lembranças perfeitas para você levar para casa. Os parques da África Austral de Kruger, Kgalagadi, Etosha e Pilanesberg são destinos ideais para observação de animais selvagens, pois todos oferecem excelentes oportunidades para fotografia da vida selvagem.

3. Natureza – Algumas pessoas fazem um safári africano por motivos educacionais, como observar espécies ameaçadas, documentar certos animais e plantas ou ver quantos pássaros e mamíferos diferentes podem ver e marcar.

4. Família e amigos – Muitas pessoas têm amigos e/ou familiares espalhados por todo o mundo e fazer um safári juntos é a maneira ideal de estar juntos enquanto vivenciam a vida selvagem e a natureza.

5. Alimentação e Cultura – As pessoas querem experimentar diferentes culturas e um safári africano irá expô-lo a muitas culturas únicas, desde a tribo Himba na Namíbia e os Zulus na África do Sul até os Maasai no Quênia. E não se esqueça dos muitos alimentos diferentes! Comemos deliciosa comida alemã na Namíbia; frutos do mar suculentos em Moçambique e na Tanzânia e provei quase todos os animais de caça na África do Sul, dos quais elefante e impala eram gostosos.

6. Atrações – Podem ser atrações naturais, como paisagens impressionantes, como as Cataratas Vitória, ou acomodações de luxo, como as encontradas nas pousadas particulares do Kruger Park ou nos parques da África Oriental. Outra atração é o clima – quando está nevando na Europa e na América, a África tem céu ensolarado com noites amenas!

7. Atividades – Passeios fotográficos pela natureza, caminhadas, mountain bike, safáris a cavalo ou elefante e até conferências são atividades que podem aprimorar sua experiência de safári.

8. Lua de Mel – Se você vai se casar, você quer ir a um lugar especial para comemorar e a maioria dos parques nacionais do sul e leste da África oferecem o cenário ideal para você. A maioria das reservas de caça e acampamentos de descanso tem pelo menos um chalé privado que é perfeito para lua de mel.

9. Espiritual – A experiência do safári africano afetará a maioria das pessoas e elas devem começar a pensar na vida – apreciando o que têm, agradecendo a Deus por Suas muitas bênçãos e também ponderando sobre questões como ‘de onde viemos?’, ‘qual é o propósito da vida?’ e ‘o que acontece conosco depois que morremos?’

10. Cura – As pessoas costumam visitar os parques nacionais para espalhar as cinzas de um ente querido, pois o local tem um significado especial para elas. O Kruger Park é um desses lugares populares onde você pode combinar um safári com o ato curativo de devolver um ente querido à natureza.

Então, você pode se identificar com uma das razões acima ou seu motivo pode ser uma combinação dos pontos acima. Seja qual for o caso, viajar em um safári pode e deve ser uma experiência inesquecível.

Leave a Reply

Your email address will not be published.