À medida que o verão se desenrola, muitos de nós estaremos carregando nossas famílias em um carro ou embarcando em um avião para ir a destinos agradáveis. Embora as razões para viajar de férias sejam agradáveis, muitas vezes a viagem para um local de lazer significa ficar sentado em uma posição apertada por longos períodos. Você chega pronto para relaxar, apenas para descobrir que está sentindo rigidez, dor muscular e fadiga.

Sintomas de irritantes a graves
Freqüentemente, o estresse inicial da viagem leva a dores genuínas e espasmos musculares. Embora menos comum, o resultado pode até ser grave na forma de coágulos sanguíneos ou trombose venosa profunda (TVP), às vezes chamada de “trombose do viajante”. Um estudo de 2003 na Nova Zelândia indicou que pessoas que estão imóveis, bem como aquelas que voam por 4 ou mais horas, têm três vezes mais risco de desenvolver coágulos em seus membros do que aquelas que não viajam. A TVP ocorre quando um coágulo de sangue se forma dentro de uma das veias profundas, mais comumente na perna. O desenvolvimento de coágulos às vezes leva à hospitalização e pode ser fatal. Se um coágulo se rompe (como um “êmbolo”), sobe para os pulmões e permanece sem tratamento, o risco de lesão ou perda de vida aumenta.

Outro estudo da Universidade de Leiden da Holanda descobriu que um em cada 4.500 viajantes desenvolve uma TVP dentro de 8 semanas de viagem. O risco de TVP aumenta com maiores durações e frequências de voos, obesidade, predisposições genéticas para coágulos sanguíneos e naqueles que recebem terapia hormonal ou tomam pílulas anticoncepcionais.

Felizmente, alongamentos e exercícios simples que você pode fazer enquanto viaja ajudam a compensar as consequências físicas da inatividade. Se seus planos de férias incluem viagens aéreas, aqui estão algumas maneiras de ficar mais confortável – e saudável – durante e após o voo. Quando o sino tocar após a decolagem e “sinta-se livre para se movimentar pela cabine” for ouvido no alto-falante, considere esse anúncio uma luz verde para caminhar e se esticar. Durante voos mais longos, é recomendável que você se levante e se mova a cada 30 a 45 minutos. Mesmo caminhar até o banheiro oferece oportunidades importantes para se mover, em vez de permanecer em uma posição fixa.

Sete trechos-chave para ajudá-lo a viajar melhor de avião

• Levante os pés um a um e faça movimentos circulares com cada tornozelo, certificando-se de mover tanto no sentido horário quanto no anti-horário. Se você quiser se divertir, aponte os dedos dos pés para formar letras, palavras e frases, o que toca os músculos do tornozelo!

• Estenda a perna e coloque uma alça de bagagem ou cinto sobre a sola do sapato. Enquanto segura as duas extremidades, puxe a alça em sua direção, mantendo a perna estendida. Essa ação alonga o tendão (o tendão atrás do joelho e da coxa). Repita com a outra perna.

• Se você estiver na fila para usar o banheiro, dobre e toque a passarela com os dedos o mais próximo possível dos dedos dos pés – outro ótimo alongamento para os isquiotibiais.

• Enquanto estiver no banheiro, coloque as duas mãos na parede e coloque um pé na frente do outro, o mais longe possível. Pulmão para frente. Este movimento é um alongamento eficaz para as panturrilhas. (Como um alongamento alternativo da panturrilha: coloque o pé em uma parede, mantendo o calcanhar no chão e incline-se para a frente.)

• No corredor, fique em uma perna, dobre o joelho oposto até aproximar o calcanhar da nádega e mantenha essa postura por 15 segundos. Assegure seu equilíbrio segurando-se em um assento ou, se possível, em uma parede. Troque de perna e repita. Este é um excelente alongamento para os músculos da coxa e quadríceps.

• Em seu assento, mantendo a cabeça contra o apoio de cabeça, junte as mãos em um lado da cabeça e incline a cabeça para o lado movendo a orelha para o outro ombro. Mantenha essa posição. Repita, começando do outro lado.

• Também em seu assento: pegue sua mão direita e toque a parte traseira esquerda de seu ombro. Pegue sua mão esquerda e coloque-a no cotovelo direito e puxe. Troque de lado após 15 segundos. Ótimo para o seu tríceps!

Dicas adicionais de viagem
Se houver um disponível, coloque um cobertor ou travesseiro atrás da parte superior das costas e na curva da parte inferior das costas. Esta posição permite que a cabeça fique no apoio de cabeça do assento e empurre os ombros para a frente, promovendo as curvas naturais do pescoço e da região lombar, reduzindo a probabilidade de dor e rigidez. Beba muita água, pois é fácil ficar desidratado em um espaço confinado em alta altitude.

O alongamento durante os voos e durante longas viagens de veículo ajuda a aumentar a energia, a flexibilidade e a amplitude de movimento. O alongamento também diminui a probabilidade de dor, espasmos musculares, risco de TVP e fadiga. Ao viajar, use os alongamentos simples descritos, certificando-se de trabalhar os dois lados do corpo. Segure cada alongamento por 15 segundos, repetindo a série inteira algumas vezes por hora. Afinal, sua viagem está mais do que longe – inclui chegar ao seu destino e chegar em casa sãos e salvos!

Se você sentir rigidez e dor nas costas por mais de um dia ou dois após uma viagem, as técnicas de Quiropraxia e possivelmente uma massagem terapêutica de cura provavelmente podem ajudar a restaurar seus músculos contraídos para uma função completa sem dor e prepará-lo para sua próxima aventura. Se você estiver sentindo dor profunda na perna ou na panturrilha, consulte seu médico imediatamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published.